Bird Box | Quão diferente é o filme da Netflix do livro?

O novo filme da Netflix, Bird Box, é uma história de horror pós-apocalíptica sobre um fenômeno misterioso que faz com que os humanos tirem suas próprias vidas, espontaneamente, após vislumbrar estranhas criaturas que surgiram do nada. Isso é tudo o que você precisa saber sobre o enredo para começar a assistir, já que a natureza do mistério é melhor deixar desconhecida.

Se você leu o livro em que o filme é baseado, escrito por Josh Malerman, então você já está munido de bastante conhecimento sobre o rumo das coisas. E, no entanto, como a maioria das adaptações, as coisas mudam ou se perdem completamente na adaptação do texto para a tela.

O filme segue a mesma estrutura básica do livro, mas certos personagens, elementos da trama e, mais notavelmente, a finalização são reconfigurados.

Não temos como analisar tudo, pois há um monte de pequenas coisas que mudam aqui e ali, mas aqui estão todas as principais diferenças entre Bird Box, o livro e o filme. Aviso: Grandes spoilers à frente!

A LINHA DO TEMPO

No livro, os suicídios em massa têm um efeito mais lento. Eles começam no Canadá e na península superior de Michigan antes de lentamente rastejar para o sul. O filme também muda a localização de Detroit para a Califórnia. No livro, eles começam com pequenos relatos, mais como rumores, ao invés de uma crise clara e imediata. No filme a súbita aparição das criaturas é uma catástrofe global que se espalha rapidamente em questão de horas.

Isso altera o enredo de Malorie com sua irmã (chamada Shannon no livro e Jessica no filme); no livro, eles se barricam dentro de casa até o dia em que Shannon se mata. No filme, Jessica (Sarah Paulson) se mata quando ela e Malorie (Sandra Bullock) estão voltando para casa depois de uma consulta ao ginecologista.

Bird Box Movie

GRAVIDEZ DE MALORIE

No livro, Malorie fica grávida depois de um encontro sem compromisso e não consegue entrar em contato com o pai. No filme, está implícito que o ex-namorado de Malorie, Ryan, é o pai de seu filho. Ele se mudou recentemente e ela está lidando mal com sua ausência, que é a causa parcial de seu mau humor.

DOUGLAS

No filme, Malorie faz um grupo de sobreviventes em uma casa próxima depois que sua irmã morre. Seus nomes e personalidades variam daqueles no livro, mas a mudança mais notável é Doulgas, interpretada por John Malkovich. Douglas é um sabe-tudo e “mandão” que só se importa consigo mesmo, e que usa o apocalipse como uma desculpa para beber muito e se entregar ao seu próprio niilismo. Embora ele seja um pouco desagradável, ele geralmente é a voz da razão na casa. A grande diferença é que esse personagem não existe no livro.

TOM

No livro, Malorie gosta instantaneamente de um sobrevivente chamado Tom, o líder de fato do grupo que frequentemente vai a missões fora de casa para coletar suprimentos.

No filme, no entanto, Tom (Trevante Rhodes) desempenha um papel muito maior. Ele mora com Malorie e a ajuda a criar o filho e a filha de Olympia, a quem chamam de Boy and Girl (Garoto e Garota).

No livro, isso faz um pouco mais de sentido; Malorie, distraída e um pouco enlouquecida depois da chegada traumática das criaturas e da perda de seu grupo, pelo misterioso Gary que os expõem às criaturas (que é basicamente o mesmo no livro e no filme) e morre quando Malorie está dando à luz. se recusa a dar nomes a eles, considerando um luxo desnecessário nessa nova realidade.

Eles têm um relacionamento amoroso que dura cinco anos, até que um grupo de sobreviventes infectados aparece e o mata.

RICK

No livro, pouco depois de dar à luz e depois que o resto de seu grupo morre, Malorie é contatada por um homem chamado Rick, que conta a ela sobre outro refúgio e lhe dá instruções específicas sobre como chegar lá. Malorie demora quatro anos para treinar as crianças para a jornada. No filme, Malorie cria as crianças com Tom, sem intenção de viajar para outro lugar até que ela seja persuadida por Rick (Pruitt Taylor Vince), principalmente através das crianças. Com Tom morto e sem esperança de sobrevivência, Malorie e as crianças dirigem-se a este suposto santuário.

OS PÁSSAROS

Uma mudança estranha do livro para filme são os pássaros principais. No livro, Tom mantém os pássaros para usar como um “aviso”. Em sua jornada com as crianças, Malorie as usa como mirantes; quando eles eventualmente ficam agitados, ela percebe que as criaturas estão próximas. No filme, no entanto, Malorie encontra três pássaros em uma gaiola em uma loja de suprimentos e os leva com ela, formando um vínculo sentimental com os animais.

Eles de alguma forma vivem por cinco anos, e ela os traz em sua jornada com as crianças. Eles nunca ficaram agitados ou morreram, embora sejam sensíveis às criaturas e a toda a jornada. Eles são mais como um símbolo de esperança no filme do que apenas um dispositivo para evitar as criaturas.

O FINAL

O final do filme e do livro é em grande parte semelhante, mas o livro tem uma diferença um pouco assustadora. No livro, quando Malorie e as crianças chegam na escola para cegos, onde Rick e um grupo de sobreviventes vivem, ela descobriu que muitos deles se cegaram intencionalmente para sobreviver depois que uma criatura entrou. Rick diz a ela, “É como costumávamos lidar com as coisas”, fazendo Malorie temer que eles façam a mesma coisa com seus filhos. No filme, esse detalhe é deixado inteiramente de fora. Em vez disso, eles chegam, encontram um santuário quase celestial e tudo termina feliz.

Em ambas as versões, a conclusão parece um pouco fácil demais, mas talvez tenhamos nos acostumados a términos sombrios em histórias de ficção científica ultimamente. Talvez nós, como Malorie, mereçamos alguma esperança de final feliz.